Siga-nos nas redes sociais

Sociedade

Em menos de 6 meses, mulher ganhou 17 mil euros a vender o seu leite materno

Publicado

em

Depois de se disponibilizar para ser barriga de aluguer de um casal que não podia ter filhos, Julie Dennis decidiu rentabilizar o seu leite materno.

A mulher de 32 anos revela que já conseguiu angariar 17 mil euros em menos de seis meses. Por mês a norte-americana consegue produzir 40 litros de leite materno que congela e vende a outras mulheres que não o consigam produzir.

O novo negócio da norte-americana está a dar que falar nas redes sociais e a própria revela que já recebeu propostas menos decentes. “Claro que há homens que querem comprar o meu leite. Mas depois pedem-se fotos e vídeos para provar que é mesmo meu. Isso é inaceitável”, lamentou.

Julie Dennis admitiu que já alterou o seu estilo de vida e, sobretudo, de alimentação para poder dar continuidade ao negócio. “É um trabalho de amor. Não acho que o preço seja exagerado, tenho muito trabalho a tirar leite todos os dias”, concluiu.

Sociedade

Estrela da internet com 22 anos comprou mansão de John Lennon

Publicado

em

Chama-se Lucas Castellani e acaba de adquirir uma mansão, em Los Angeles, que pertenceu a John Lennon. O jovem brasileiro, de 22 anos, é uma estrela da internet e soma mais de um milhão de seguidores no Instagram.

A mansão foi adquirida pelo valor de 4 milhões de euros, situa-se no mesmo bairro onde residem Lenny Kravitz e Paris Hilton, e conta com três quartos, quatro casas de banho e piscina com jacuzzi, com a área total a somar 278m2.

“Não acho que tenha necessidade de morar em uma casa tão grande sozinho. É empreendedorismo e investimento. Não é presente dos pais, não foram eles que deram. Fui ao banco, financiei e consegui a aprovação como forma de me consolidar nos EUA e conseguir o green card”, esclareceu o jovem.

Continuar a Ler

Sociedade

“Family Talks: Luta Rosa, Pensa Rosa” em exposição no Alameda Shopping até 17 de outubro

Publicado

em

No âmbito do mês de “outubro rosa”, o Alameda Shop & Spot recebe a exposição fotográfica “Family Talks: Luta Rosa, Pensa Rosa.”.

A iniciativa decorre entre os dias 2 a 17 de outubro, com o apoio da Fama Rádio e em parceria com o AXN White, com o objetivo alertar para a doença oncológica do Cancro da Mama.

Localizada na Praça Central, no piso 1, a exposição tem como participantes doentes e
ex-doentes oncológicos reais, que ultrapassaram a doença ou ainda se encontram em
fase de tratamento. Desenvolvida pela fotógrafa Inês Costa Monteiro ,a exposição pretende sensibilizar a população para o Cancro da Mama – uma doença que, em Portugal, regista cerca de 6 mil novos casos todos os anos -, dando destaque à importância do diagnóstico precoce e ao acompanhamento médico regular.

Para Marta Trigoso, Senior Marketing Manager do AXN Portugal, “esta é uma homenagem simbólica que permite dar um rosto à doença e aproximá-la da população, relembrando que o diagnóstico pode ser a diferença entre um caso detetado a tempo ou não”.

A inicitiva faz parte da campanha de sensibilização do canal AXN WHITE, “Luta Rosa, Pensa Rosa.”, no âmbito das ações Family Talks, já desenvolvidas pelo canal de televisão. A decorrer durante outubro, o canal irá vestir-se de cor-de-rosa numa campanha integrada on air e nas redes sociais.

Continuar a Ler

Cultura

Artista dinamarquês fugiu com 70 mil euros de museu e chamou-lhe “obra de arte”

Publicado

em

Um museu dinamarquês quer que um artista devolva cerca de 534 mil coroas norueguesas (equivalente a 72 mil euros), que recebeu em notas para serem incorporadas em obras de arte, ​depois de ter exposto telas em branco com o título “Pegue no dinheiro e corra”.

Jens Haaning, um artista dinamarquês, tinha feito um acordo com o Museu Kunsten, no norte da Dinamarca, de que usaria as notas para recriar um par de obras de arte de 2007 e 2010, que mostrava a diferença entre o salário anual de um austríaco e de um dinamarquês. No entanto, quando o museu abriu a caixa que Haaning entregou para a instalação, teve uma surpresa: o dinheiro tinha desaparecido, as telas estavam em branco e o título da obra de arte tinha sido alterado.

“Ele provocou a minha equipa curatorial e também me provocou um pouco, mas eu também ri porque era muito humorístico”, disse Lasse Andersson, diretor do museu na cidade de Aalborg, em declarações à “BBC”, acrescentando, porém, que o dinheiro precisava de ser devolvido. “É o dinheiro do museu e temos um contrato a dizer que o dinheiro será devolvido no dia 16 de janeiro”, disse.

Essa não parece ser a intenção de Haaning. Ao jornal local “dr.dk”, o artista de 56 anos garantiu que vai ficar com o dinheiro. “A obra de arte é que eu fiquei com o dinheiro deles”, afirmou. “Não é roubo. É uma quebra de contrato e a quebra de contrato faz parte do trabalho”.

Segundo Hanning, a obra foi concebida em retaliação ao que ele considera uma remuneração irrisória por ser incluído na exposição. “Encorajo outras pessoas que têm condições de trabalho tão miseráveis quanto eu a fazer o mesmo”, afirmou.

O artista disse ainda que recriar os seus trabalhos anteriores teria custado 25 mil coroas norueguesas (2470 euros) do seu próprio bolso e que fazê-lo faria perder o sentido dos originais. “Por que deveríamos mostrar um trabalho com 11 anos que é sobre a Dinamarca ou um sobre o relacionamento da Áustria com um banco há 14 anos?”, questionou.

O diretor do museu refuta a alegação de Haaning de que o museu não concordou em pagar o seu serviço de forma justa. “Acabámos de assinar um acordo com a associação de artistas dinamarquesa que aumenta o valor que os artistas recebem quando estão em exposição”, explicou. “Acho que Jens quebrou o acordo”.

De acordo com a “Bloomberg”, o Museu Kunsten está a considerar a possibilidade de envolver a polícia no caso se Hanning não devolver o dinheiro até ao final da exposição em janeiro de 2022.

Continuar a Ler

TV

RÁDIO FAMA Q

FAMA – CANAL 2

PODCASTS FAMA RÁDIO

Artigos recentes

ARQUIVO

Redes

Tendências