Siga-nos nas redes

Sociedade

Governo encomenda 11 mil milhões de euros às empresas

Publicado

em

O primeiro-ministro, António Costa, realçou hoje que há 11 mil milhões de euros no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) apenas de encomenda pública às empresas para executar diferentes pontos do programa. 

“Do conjunto deste plano, de encomenda pública às empresas, há 11 mil milhões de euros, para além dos benefícios indiretos, seja o investimento nas qualificações ou na redução de custos de contexto, e para além dos apoios diretos”, frisou António Costa, que falava na apresentação do PRR, no Convento São Francisco, em Coimbra.

O primeiro-ministro sublinhou que “as empresas são parceiros fundamentais na execução deste plano”.

“Quando falamos em habitação, serão as autarquias ou o IHRU [Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana] que vão executar a encomenda. Mas vão encomendar a quem? Às empresas. Quando estamos a falar na digitalização da Administração Pública ou das empresas, quem vai desenvolver as aplicações? Quem vai melhorar a infraestrutura? As empresas. Quando falamos em eficiência energética, quem vai realizar seja a substituição das janelas, a intervenção nas coberturas ou instalar os painéis solares? As empresas”, notou.

António Costa afirmou que estes valores vão além dos apoios diretos às empresas no PRR, que são de cerca de 4,9 mil milhões de euros, mas que poderão ir até aos 7,2 mil milhões de euros.

Durante a sua intervenção, o primeiro-ministro destacou também outros investimentos no PRR que beneficiam as empresas, nomeadamente a qualificação de recursos humanos, que irá aumentar “o potencial produtivo das empresas”, e o investimento “muito forte na redução de custos de contexto”, com a aposta em algumas infraestruturas críticas.

O líder do Governo realçou ainda a aposta em “fazer algo diferente”, ao ser lançado um desafio às instituições de ensino superior e ao sistema científico português de olharem para os produtos da sua investigação, que já estejam num estado de maturidade avançado, e procurarem estabelecer um consórcio para a criação de novas indústrias.

“Com uma empresa ou empresas pegar nesse conhecimento e transformarem de forma inovadora um produto que melhore o perfil da nossa economia ao termos aqui novas indústrias de maior valor acrescentado em áreas inovadoras”, acrescentou.

Essa área do PRR tem disponível 1.364 milhões de euros (valor que poderá aumentar) e não pretende apoiar “100 projetos”, mas antes “quatro, cinco, seis, sete, oito”, num processo “muito seletivo” que aposta em iniciativas que possam fazer “uma diferença significativa”, salientou.

“Não faltam nas universidades, nos politécnicos, nos centros de investigação, projetos, saber mesmo à espera de um dote para o casamento necessário com as empresas. É por isso que este programa é mito diferente dos programas que são financiados pelos fundos comunitários”, asseverou.

JGA // JPS

Lusa/Fim

Cultura

Eric Clapton diz que quem se vacinou contra a covid-19 foi alvo de “hipnose”

Publicado

em

Em entrevista ao canal de YouTube “The Real Music Observer”, Clapton afirmou ter tomado conhecimento de uma teoria de Mattias Desmet, professor de psicologia clínica da Universidade de Gent (Bélgica), denominada de “hipnose de massas”.

“Assim que comecei a procurar pelos sinais [de hipnose], comecei a vê-los em todo o lado”, afirmou. “Lembrei-me de ver coisas no YouTube que eram tipo publicidade subliminar”.

A teoria, que se popularizou após figurar no podcast do comediante e apresentador Joe Rogan, foi entretanto desvalorizada por vários académicos – como Stephen Reicher, professor de psicologia social da Universidade de St. Andrews (Reino Unido): “Não tem credibilidade académica”, disse.

Continuar a ler

Sociedade

Britney Spears esperou 13 anos por um copo de vinho

Publicado

em

Após largos anos de tutela abusiva do seu pai, Britney Spears tem aproveitado as últimas semanas para retomar a vida que sempre quis.

Nas suas redes sociais, das quais esteve privada por vários anos, a cantora de 40 anos revelou que ao fim de 13 anos bebeu (finalmente) um copo de vinho.

“Tenho a certeza de que parece estranho eu a dançar com a Madonna, admito. […] Bem, é exatamente isto que a música me faz! Bebi o meu primeiro copo de vinho no passado fim de semana! Esperei 13 anos… é tempo suficiente!”, escreveu no Instagram.

Continuar a ler

Sociedade

Itália já tem um comprimido anti-Covid-19

Publicado

em

Começou a ser comercializado esta quarta-feira, em Itália, e só deve ser tomado em situações de emergência. Segundo detalha a Euronews, o novo comprimido anti-Covid-19 é da autoria da farmacêutica Merck e foi aprovado pela Agência Italiana de Medicamentos a 22 de Dezembro. O Molnupiravir é um comprimido vermelho que pode ser tomado em casa e ajuda a prevenir casos graves e internamentos hospitalares em 30% quando tomado no espaço de cinco dias após os primeiros sintomas – caso contrário não será eficaz.

O país vai ainda receber, no final deste mês, um antiviral da Pfizer.

Continuar a ler

TV

RÁDIO FAMA Q

FAMA – CANAL 2

PODCASTS FAMA RÁDIO

Artigos recentes

ARQUIVO

Redes

Tendências