Siga-nos nas redes sociais

Efemérides

Hoje é dia “Dia Internacional pelo Fim da Impunidade dos Crimes contra Jornalistas”

Publicado

em

Segundo as Nações Unidas, nos últimos 10 anos morreram 700 jornalistas apenas por fazerem o seu trabalho e 90% dos casos de violência contra os jornalistas não são devidamente punidos.

Nesta data a ONU denuncia casos de violação dos direitos humanos dos profissionais dos meios de comunicação social espalhados pelo mundo e apela aos governos e às organizações para tomarem medidas que impeçam e castiguem essas violações.

A data foi criada pela ONU em dezembro de 2013 com a resolução A/RES/68/163, após o assassinato de dois jornalistas franceses no Mali a 2 de novembro de 2013. A primeira celebração deste dia internacional em defesa dos jornalistas ocorreu em 2014.

Efemérides

Ginasta celebra conquista mostrando o boletim de vacinação Covid-19

Publicado

em

Por

Um vídeo do ginasta Evan Manivong, de 20 anos, está a ficar viral nas redes sociais. O motivo prende-se com a sua celebração depois de conseguir concluir o seu salto com sucesso.

Foram mais de um milhão de pessoas as que já assistiram ao referido vídeo. Tudo começou com uma brincadeira em que Evan Manivong disse aos amigos que caso conseguisse fazer a prova mostraria o seu boletim de vacinação contra a Covid-19.

Assim que aterra no solo, o ginasta tira o documento guardado propositadamente dentro do seu fato e mostra-o ao público e à assistência. Ao início, ninguém percebeu que cartão era aquele, mas o jovem explicou mais tarde que a brincadeira surgiu como um apelo à população.

“É o meu boletim da vacinação… vão todos tomar a vacina!”, escreveu na rede social Twitter aquando da partilha do vídeo.

“É bom saber que a minha possibilidade de apanhar covid-19 reduziu drasticamente”, finalizou o ginasta vacinado há cerca de um mês.

Ora veja o vídeo!

Continuar a Ler

Efemérides

Há uma regra que a rainha Isabel II não abdica para com os membros da família real

Publicado

em

Por

“Long Live the Queen! 13 Rules for ‘Living from Britain’s Longest Reigning Monarch”, em português “Longa Vida à Rainha! 13 regras do mais longo reinado britânico da longo da história”, é o título do livro de Bryan Kozlowski que retrata as principais regras postas em prática pela rainha Isabel II e que têm sido fundamentais para ultrapassar as crises no seio da família real.

Nessa mesma obra, o autor afirma que apesar de não constar no protocolo, a rainha Isabel II tem uma regra de que não abdica e põe em prática independentemente das circunstâncias. A monarca opta por nunca falar mal de nenhum membro da família real a pessoas de fora com o objetivo de manter a família forte e unida. 

“Uma das regras não oficiais da rainha é nunca falar mal de nenhum membro da família a estranhos, ela apoia-os sempre que pode”, revela o autor real.

“A Diana fez a vida da rainha inimaginavelmente difícil nos anos 90, mas a esta rapidamente saiu em sua defesa quando, durante uma conferência de imprensa no palácio, um jornalista do News of the World perguntou porque é que Diana não pedia a alguém para fazer os recados por si se não gostava que os paparazzi andassem atrás dela”, exemplifica Bryan Kozlowski. A esta provocação, a rainha respondeu: “Isso é a coisa mais pomposa que já ouvi”, arrancando aplausos de outros jornalistas na sala

Continuar a Ler

Efemérides

Gato morre a salvar crianças de cobra extremamente venenosa

Publicado

em

Por

A história de Arthur está a comover a internet. Já apelidado de “gato herói”, Arthur conseguiu salvar duas crianças da mordida da segunda cobra mais venenosa do mundo, da espécie cobra-castanha oriental.

O caso aconteceu em Queensland, na Austrália. Duas crianças estavam no jardim de casa a brincar com o animal de estimação de família, Arthur, quando foram surpreendidos pela cobra.

O gato envolveu-se numa luta com réptil, acabando mesmo por matá-lo, mas não saiu ileso. A cobra conseguiu morder Arthur várias vezes, o que fez com que tivesse de ir para o veterinário de imediato. O veneno altamente tóxico matou-o pouco depois, para tristeza da família que fica eternamente agradecida por ter salvado as crianças.

“Ganhou uma asas de anjo. A família dele vai sempre lembrar-se e estar para sempre grata pelo facto de ele ter salvo a vida a duas crianças. O Arthur era muito corajoso e traquina. Já tinha estado connosco devido a acidentes anteriores e era um gato muito amado por todos”, escreveram os veterinários que trataram de Arthur.

Continuar a Ler

PODCASTS FAMA RÁDIO

TV

Jornal

Artigos recentes

ARQUIVO

Redes

Tendências